Professor Fábio Cantizano
Prof. Esp. Fábio Cantizano – UNICONFIT – CREF: 16603-G/RJ

A sala de musculação é o ponto de contato mais impactante da academia depois da recepção. É nela que boa parte da magia acontece, mas nem todas as academias sabem aproveitar esse potencial. Uma modalidade que requer tamanho investimento e que gera tanta despesa precisa ser lucrativa, concorda?

Por que muitos gestores permitem que as salas de musculação das suas academias se transformem em algo tão comum?

Vamos ao que interessa?

Salas de musculação de alto valor agregado não são alugáveis

Já reparou como tem gente que frequenta salas de musculação apenas para utilização dos equipamentos? A maioria não conseguiria montar em casa um espaço de treino tão bem equipado e com clima tão propenso aos resultados.

Os que frequentam a academia apenas com o intuito de aproveitar os equipamentos não se esforçam tanto para interagir com a marca, eles encontram no espaço apenas o que precisam para atingir seus objetivos. Entretanto, se abrir uma academia com vantagens semelhantes e preço mais baixo, dê adeus.

O “locador” não gosta de respeitar algumas regras das salas de musculação

Guardar pesos, higienizar equipamentos, tomar cuidado com o material ou ter empatia pelos demais não são prioridades para este tipo de cliente, pois os demais clientes também se comportam dessa forma. Nesse caso, ou o cliente realmente não tem consciência sobre a importância de cada um fazer sua parte ou não quer ser o único a fazer o certo e os demais não, tornando a situação ainda mais estressante para ele.

Nem sempre temos profissionais em sala na quantidade suficiente para educar e cobrar uma boa conduta. Professor de musculação não é inspetor, ok? Ele precisa da direção da academia ao seu lado nessas horas.

Nem sempre respeitam o profissional que é responsável técnico pela sala

O cliente “locador” não faz ideia da responsabilidade técnica do professor de plantão. Nem sempre sabe que se acontecer um acidente no agachamento por conta da não utilização de presilhas na barra, o professor pode ser responsabilizado.

O grande problema seria:

O cliente ter total consciência sobre as atribuições do profissional e ainda assim não respeitar as regras. Em uma sala de musculação com alto valor agregado é difícil ter clientes assim, pois eles buscam preço e conveniências que sua academia não precisa ofertar, concorda?

Clique na imagem para entrar no grupo de whatsapp para receber materiais como este.

Reclama de coisas que não têm a ver com a promessa da sala de musculação da sua academia

Quando a academia não tem processos bem definidos que traduzem a promessa feita pelas campanhas de marketing, o cliente fica sem parâmetro para avaliar a qualidade do serviço prestado.

Imagine que sua academia não cobra o valor justo (cobra barato) e atrai um cliente que já está acostumado a treinar por conta própria, desejando apenas usar os equipamentos (cenário comum). Ele se depara com regras que apontam apenas condutas comuns em qualquer academia, como não poder entrar armado, não poder agredir ninguém ou não utilizar palavras de baixo calão. O resto pode, ao menos do ponto de vista dele.

Não podemos confiar e nem cobrar bom senso do cliente. Devemos educar todos sobre o que pode ou não ser feito no espaço privado da academia. O que acontece em sua sala de musculação deve refletir a promessa do serviço e missão da marca. Sem missão e promessa bem definidas, o cliente faz o que deseja e cobra o que deseja, mesmo parecendo ser um absurdo para sua academia.

Acham um absurdo quando o profissional ou gestor façam intervenções relacionadas ao comportamento

Nem preciso me aprofundar neste tópico, pois qualquer ser humano não gosta de ser alertado sobre conduta, mesmo estando errado. Salas de musculação com alto valor agregado têm regras e processos bem definidos para entregar o que foi prometido (sim, sou repetitivo mesmo).

Academias com foco em Bodybuilding, ao contrário do que muitos pensam, parecem mais organizadas do que as comuns que atraem todos os públicos. Nas de bodybuilding (ao menos as organizadas) não toleram bagunça e nem condutas que possam colocar a segurança dos demais frequentadores em risco. Não toleram adolescentes fazendo bagunça ou usando a sala como estúdio de gravação para TikTok.

Considerações finais

Se sua academia não é uma Low Cost “assumida”, faça de tudo para NÃO ATRAIR esse tipo de cliente, o LOCADOR.

Eles não são maus, ok? Entretanto, se você deseja prometer e entregar algum valor ao cliente, crie campanhas e processos que afastam o locador. O locador é perfeito para academias que prometem exatamente isso, o espaço para ele treinar da forma que deseja e sem se preocupar com profissionais cobrando condutas exemplares.

Conheça o UNICONFIT Musculação

Clique na imagem para conhecer o programa em nosso site.